Este é o meu refúgio, o meu abrigo. Aqui espelho o meu eu, sob a forma dos meus pensamentos feitos palavras...
Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2007
Simplesmente assim

hug.jpg


Era assim que eu gostava de estar.


Perdida no teu abraço sem fim.


Perdida em ti.


Sem tempo, horas, minutos, segundos.


Apenas nós dois.


Sal e pimenta.


Quente e frio.


Vida e saudade.


Esperança.



publicado por scorpiowoman às 23:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2007
E agora?

questionmark.jpg


O que faço?


Espero? Luto? Ou simplesmente desisto do que, não o sendo, poderia ter sido e assim evito sofrer uma vez mais?


Sinto-me perdida no meio de tudo e de todos os que me rodeiam, sem rumo nem vislumbre do mesmo no horizonte que se afigura cada vez mais longínquo.


Procuro-me. Não me encontro.


Estendo a minha mão, tentando alcançar-te. Quase te toco. Foges.


Tristeza. Angústia. Solidão com nome mas sem fim à vista.


Por entre as dúvidas, as incertezas e todos os "ses", espero.


Uma vez mais, um dia mais.


Até a razão superar a dor e surgir outro sinal de pontuação.


O ponto final.


De tudo.


Para sempre.


Rosália, 25/01/2007


 



publicado por scorpiowoman às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2007
Perdida na escuridão

escuridao.jpg


Ao leme de um barco de uma vida que é a minha, tento encontrar uma luz que me guie para longe da escuridão que me envolve e na qual me perco um pouco mais a cada dia que passa.


Não quero desistir mas não ouso continuar.


Temo-te e ainda assim desejo-te.


Afasto-me desejando aproximar-me cada vez mais.


Repudio-te e no entanto a saudade queima o meu ser.


Não sei mais o que fazer.


Perco-me nova e repetidamente.


Até quando?


Rosália 18/01/2007


 



publicado por scorpiowoman às 22:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 16 de Janeiro de 2007
No infinito de mim

infinito.jpg


Perdida na memória de momentos idos, procuro alcançar o que um dia senti.


Procuro-te a ti.


No baú das minhas recordações, tento alcançar aquele azul de um céu de amizade pleno, reflectido no dourado das areias de carinho imensas, também espelhadas no branco dos castelos de nuvens de ternura idealizados.


No infinito de mim, perdi-me de ti.


Não sei se alguma vez mais te irei abraçar.


Rosália, 16/01/2007


 



publicado por scorpiowoman às 21:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 14 de Janeiro de 2007
Esgotada

desistir.jpg


Às vezes sinto-me assim, pequena e insignificante.


Quase sempre, luto por ter força e seguir em frente.


Agora, apetece-me baixar os braços e simplesmente desistir.


De quase tudo o que me rodeia.


De um coração partido.


Da incerteza.


De ti.


 


Rosália, 14/01/2007



publicado por scorpiowoman às 22:35
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 8 de Janeiro de 2007
Escolher viver

viver.jpg


Morre lentamente quem não viaja,

quem não lê, quem não ouve música,

quem destrói o seu amor próprio,

quem não se deixa ajudar.


Morre lentamente quem se transforma escravo do hábito,

repetindo todos os dias o mesmo trajecto,

quem não muda as marcas no supermercado,

não arrisca vestir uma cor nova,

não conversa com quem não conhece.


Morre lentamente quem evita uma paixão,

quem prefere o "preto no branco" e os "pontos nos is"

a um turbilhão de emoções indomáveis,

justamente as que resgatam brilho nos olhos,

sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.


Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho,

quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho,

quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.


Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da

Chuva incessante, desistindo de um projecto antes de iniciá-lo,

não perguntando sobre um assunto que desconhece

e não respondendo quando lhe indagam o que sabe.


Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo

exige um esforço muito maior do que o simples acto de respirar.

Estejamos vivos, então!


Pablo Neruda



 



publicado por scorpiowoman às 21:51
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Domingo, 7 de Janeiro de 2007
Incerteza

INCERTEZA.jpg


Sinto-me assim, com uma mão-cheia de nada do tudo que és tu.


Perco-me por entre sentimentos e pensamentos que teimam em confundir o meu ser até à exaustão.


Desejo-te na querença egoísta da alma em atingir o ansiado equilíbrio.


Vagueio no limbo da incerteza constante dos dias.


Rosália, 07/01/2006



publicado por scorpiowoman às 00:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terça-feira, 2 de Janeiro de 2007
Ouvir o coração...

coracao-praia.jpg


Ano Novo, Vida Nova, época de renovação e (re)começo, de fé e esperança no que há-de vir, pela  perseverança de lutar pelo que mais queremos e desejamos alcançar, ainda que seja apenas a nossa própria alma.


Basta ouvir o coração.


Basta acreditar.


Rosália, 02/01/2007



Ascolta il tuo cuore


 (Laura Pausini) 



Ehi adesso come stai?
Tradita da una storia finita
E di fronte a te l'ennesima salita.
Un po' ti senti sola,
Nessuno che ti possa ascoltare,
Che divida con te i tuoi guai.
Mai! tu non mollare mai!



Rimani come sei,
Insegui il tuo destino,
Perché tutto il dolore che hai dentro
Non potrà mai cancellare il tuo cammino
E allora scoprirai
Che la storia di ogni nostro minuto
Appartiene soltanto a noi.
Ma se ancora resterai,
Persa senza una ragione
In un mare di perché



Dentro te ascolta il tuo cuore
E nel silenzio troverai le parole.
Chiudi gli occhi e poi tu lasciati andare,
Prova a arrivare dentro il pianeta del cuore



È difficile capire
Qual è la cosa giusta da fare
Se ti batte nella testa un'emozione.
L'orgoglio che ti piglia,
Le notti in cui il rimorso ti sveglia
Per la paura di sbagliare,
Ma se ti ritroverai
Senza stelle da seguire
Tu non rinunciare mai


Credi in te! Ascolta il tuo cuore!
Fai quel che dice anche se fa soffrire.
Chiudi gli occhi e poi tu lasciati andare,
Prova a volare oltre questo dolore.


Non ti ingannerai
Se ascolti il tuo cuore,
Apri le braccia fino quasi a toccare
Ogni mano, ogni speranza, ogni
sogno che vuoi
Perché poi ti porterà fino al cuore
di ognuno di noi.


Ogni volta, che non sai cosa fare,
Prova a volare, dentro il pianeta del cuore.


Tu tu prova a volare
Do do do dov'è il pianeta del cuore.


Tu tu tu dentro il pianeta del cuore



publicado por scorpiowoman às 17:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

Há 43 anos

Oito anos depois

Incertezas

Até sempre, Minha Maria

Inesquecível

Hoje

Não mata, mas mói...

Aos meus Pais

Um novo Natal, o mesmo se...

Um ano depois...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds