Este é o meu refúgio, o meu abrigo. Aqui espelho o meu eu, sob a forma dos meus pensamentos feitos palavras...
Segunda-feira, 30 de Julho de 2007
Transparente

agua.jpg


Refrescante. Purificadora.


Essencial. Insubstituível.


Gota. Onda. Maré.


Destino.


Vida.


Rosália, 30/07/2007


 



publicado por scorpiowoman às 23:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Domingo, 22 de Julho de 2007
Viagem na ausência de ti

redrose.jpg


A tua ausência é uma dor sem nome que me faz mergulhar num mar de incerteza.


Respiro mas o teu corpo falta-me quando o fôlego me falha..


Vivo mas sem ti dói-me o bater do coração e o pulsar do sangue nas veias.


Não quero que vás e espero que voltes ainda antes de partires.


Receio a ausência e temo o silêncio.


Rosália, 22/07/2007



publicado por scorpiowoman às 23:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 14 de Julho de 2007
Às três "mosqueteiras"

uniao.jpg


BlueAngel, Beguinha e CC,


"Quem ri por último, ri melhor" e sem dúvida que, no meio de toda esta tristeza, ainda havemos de dar boas gargalhadas.


Obrigada por fazerem parte dos meus dias e da minhas vida.


Rosália, 14/07/2007


O Fado do Encontro


(Tim, cantado por Tim e Mariza)


Vou andando
Cantando
Tenho o sol à minha frente
Tão quente, brilhante
Sinto o fogo à flor da pele
Tão quente, beijando
Como se fosses tu


Ao longe,
Distante,
Fica o mar no horizonte
É nele, por certo
Onde a tua alma se esconde
Carente, esperando
Esse mar és tu

Pode a noite ter outra cor
Pode o vento ser mais frio
Pode a lua subir no céu
Eu já vou descendo o rio...

Na foz
Revolta
Fecho os olhos penso em ti
Tão perto
Que desperto
Há uma alma à minha frente tão quente,
Beijando
Por certo que és tu

Pode a lua subir no céu
E as nuvens a noite toldar
Pode o escuro ser como breu
Acabei por t'encontrar


Vou andando
Cantando
Tive o sol à minha frente
Tão quente brilhando
Que a saudade me deixou
Pra sempre, por certo
O meu Amor és tu


 



publicado por scorpiowoman às 00:07
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quarta-feira, 11 de Julho de 2007
Aqui à frente

amizade.jpg


Carta à CC



Não nos conhecemos há décadas, muito menos há anos. Apenas há pouco mais de 12 meses.


Partilhamos o mesmo espaço, estamos frente a frente (quase como na escolinha) e a minha altura permite-me quase sempre ocultar-te paisagens menos agradáveis.


Sei que não sou o Luís Figo, que tu e a BlueAngel tanto admiram, muito menos a moldura gira que tens em cima da secretária com as fotografias das bonecas do teu coração, mas, olha, é o melhor que se arranja, 'tá?


Não sou muitas coisas, mas considero-me um bocadinho mais do que tua conhecida. Sou assim uma espécie de amiga afastada com quem não se tem grande familiariedade, mas de quem se gosta e com quem se está bem.


Pelo menos durante o horário laboral partilhamos o mesmo espaço e, juntas, tentamos enfrentar os demónios que  nos assombram baseadas numa única premissa: "A união faz a força!"


A Vida tem a curiosa e injusta manha de pregar partidas desagradáveis a quem menos as merece. Já não é a primeira vez que o faz contigo (comigo é melhor não contar, senão em vez de lamechas este texto ficava muito deprimente e isso não quero eu!), mas espero que seja a última durante muitos e bons anos.


Sei que não há palavras que possa dizer ou muito menos escrever que aliviem a dor que te atormenta. Apenas quero que saibas que estou aqui e estarei sempre. Nem que seja para fazer rir, agarrada à cabeça dorida e a dizer "Ai esta rapariga!" com o meu humor negro ;).


Na Vida, há que fazer como naqueles momentos menos bons lá na sala, em que trocamos mails por não podermos pronunciar de viva voz o que nos atormenta, ou quando, ainda que por meias palavras, espantamos a burrice e a falta de inteligência que nos rodeiam.


"A união faz a força" e estarei sempre aqui. Mesmo à tua frente.


Um beijo e um abraço apertado,


Rosália, 11/07/2007



publicado por scorpiowoman às 23:07
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 10 de Julho de 2007
Ao dormir

Dormir.jpg 


Sonho com o momento em que acordarei e estarás ao meu lado.


Rosália, 10/07/2007


Only When I Sleep


(The Corrs)


You're only just a dreamboat
Sailing in my head
You swim my secret oceans
Of coral blue and red
Your smell is incense burning
Your touch is silken yet
It reaches through my skin
And moving from within
It clutches at my breast

But it's only when I sleep
See you in my dreams
You got me spinning round and round
Turning upside-down
But I only hear you breathe

Somewhere in my sleep
Got me spinning round and round
Turning upside-down
But its only when I sleep

And when I wake from slumber
Your shadow's disappear
Your breath is just a sea mist
Surrounding my body
I'm workin' through the daytime
But when it's time to rest
I'm lying in my bed
Listening to my breath
Falling from the edge
But it's only when I sleep

See you in my dreams
You got me spinning round and round
Turning upside-down
But I only hear you breathe

Somewhere in my sleep
Got me spinning round and round
Turning upside-down
But its only when I sleep
It's only when I sleep

Sharon instrumental

Up to the sky
Where angels fly
I'll never die
Hawaiian High
In bed I lie
No need to cry
My sleeping cry
Hawaiian High

It's reaching through my skin
Movin' from within
Clutches at my breasts
But it's only when I sleep....

See you in my dreams
You got me spinning round and round
Turning upside-down
But I only hear you breathe

Somewhere in my sleep
Got me spinning round and round
Turning upside-down
But its only when I sleep

Up to the sky
Where angels fly
I'll never die
Hawaiian High
In bed I lie
No need to cry
My sleeping cry
Hawaiian High



publicado por scorpiowoman às 23:10
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 8 de Julho de 2007
Momento

ourhug.jpg


Por um momento apenas, perdi-me no calor do teu abraço.


Adormeci e, aconchegada no teu corpo, deixei-me levar.


Com os teus braços ao meu redor, sonhei com o futuro que ainda não conhecemos, o dia de amanhã que ainda não chegou.


Encostada ao teu peito, senti as tuas mãos deslizando em mim, escutei o bater do teu coração, deixei-me envolver pela brisa da tua respiração no meu rosto.


Vivi toda a doçura da tranquilidade e da serenidade que a tua face espelhava enquanto dormias e guardei-a bem dentro de mim, num local secreto da minha alma, aquele em que apenas os momentos mais ternos e preciosos têm lugar.


Guardo-te assim, dentro de mim, de corpo e alma.


Adormeço contigo, sem ti, mas sempre em mim.


Rosália, 08/07/2007


 



publicado por scorpiowoman às 22:54
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 3 de Julho de 2007
Desalento

depressao.jpg


Desânimo.


Amargura.


Cansaço.


Tristeza.


Insónia.


Vazio.


Momento.


Eterno?


Não sei.


Só quero que passe.


Só quero que acabe.


Sinto a tua falta.


Rosália, 03/07/2007



publicado por scorpiowoman às 23:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 1 de Julho de 2007
Até quando?

espera.jpg


Dói permanecer assim, na certeza incerta da tua presença ausente.


Magoa pensar no ter que é mais desejar do que partilhar, é amar e não simplesmente gostar e no sonhar sentir o que me queimou a pele e o ser.


Angustia pensar quando poderemos (re)viver tudo novamente e construir um pouco mais deste nosso nada que para mim é tudo.


Até quando?


Rosália, 01/07/2007


Borrow


(Silence 4)


You're never with me
you're never near me
What time is it?
What time?
Whose time is this?
Give yourself a chance to breathe
I'll give you the room you need

You're never here
You're never near here
What day is this?
What day?
Whose day is this?
Put me in your supermarket list
I'm here, I'm real, it's true, I do exist

Today you may feel a little sleepy
Maybe the morning is too soon
I guess I'll have to borrow
One of your sunny afternoons
But afternoons they never come
There's nothing left for me to borrow

I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow

You're wasting me
You're breaking, you're wasting me
Can this be love?
Is this?
Whose love is this?What is wrong with you?
I don't know
No place in you for me
And me, I need you so

And if you want to be by yourself
No one disturbing, that's alright
I guess I'll have to borrow
A little of yourself tonight
But tonight it never comes
There's nothing left for me to borrow

I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow

It may seem a little hollow
But I'll try again tomorrow

There's nothing left for me to borrow
I guess I'll try again tomorrow 



publicado por scorpiowoman às 20:51
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

Há 43 anos

Oito anos depois

Incertezas

Até sempre, Minha Maria

Inesquecível

Hoje

Não mata, mas mói...

Aos meus Pais

Um novo Natal, o mesmo se...

Um ano depois...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds