Este é o meu refúgio, o meu abrigo. Aqui espelho o meu eu, sob a forma dos meus pensamentos feitos palavras...
Domingo, 28 de Outubro de 2007
Oito...

replica.jpg 


O tempo corre depressa, demasiado veloz para que sequer nos apercebamos da sua impiedosa e imparável maratona.


Por vezes, sucumbimos e o Mundo parece parar, quando sentimos que nos roubam o que de mais importante temos na nossa vida no momento menos esperado. Verdade seja dita que esperável nunca o é, mas assim, de repente, depois de tudo quanto ficou para trás, toda a dor e o sofrimento de semanas de incerteza e insónia... É por demais injusto, irónico, sádico, malévolo. Todavia, quem disse que a Vida, em si mesma, é justa?


Oito anos volvidos sobre o instante em que te senti expirar nos meus braços, em que te apertei contra o meu peito à espera da próxima inspiração que nunca chegou, dói-me cada vez mais a tua ausência.


Sei que tudo tem uma razão de ser, um momento para acontecer e que só mais tarde compreendemos a verdade de tudo isto, mas mesmo sabendo que a minha vida nunca seria o que hoje é se aqui estivesses, por vezes a tua ausência dói demais, magoa tanto que o coração parece estilhaçar-se em mil pedaços, todos eles irrecuperáveis.


Lembro-me das tuas músicas preferidas, o teu sorriso, a tua voz, o teu olhar, o teu último beijo e as palavras "Gosto tanto de ti, filha!".


Recordo o calor do teu colo, da segurança que ali encontrava e do quanto me fazias sentir amada.


Estás sempre comigo, a cada instante. Ainda assim, sinto a tua falta.


Tenho tantas, mas tantas saudades tuas...


Por e para ti.


Adoro-te Mãe(zinha)!


Rosália, 28/10/2007


Memory


(Cat's OST)



Daylight
See the dew on the sunflower
And a rose that is fading
Roses whither away
Like the sunflower
I yearn to turn my face to the dawn
I am waiting for the day . . .


Midnight
Not a sound from the pavement
Has the moon lost her memory?
She is smiling alone
In the lamplight
The withered leaves collect at my feet
And the wind begins to moan


Memory
All alone in the moonlight
I can smile at the old days
I was beautiful then
I remember the time I knew what happiness was
Let the memory live again


Every streetlamp
Seems to beat a fatalistic warning
Someone mutters
And the streetlamp gutters
And soon it will be morning


Daylight
I must wait for the sunrise
I must think of a new life
And I musn't give in
When the dawn comes
Tonight will be a memory too
And a new day will begin


Burnt out ends of smoky days
The stale cold smell of morning
The streetlamp dies, another night is over
Another day is dawning


Touch me
It's so easy to leave me
All alone with the memory
Of my days in the sun
If you touch me
You'll understand what happiness is


Look
A new day has begun



publicado por scorpiowoman às 22:32
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007
Tudo ou nada

whiterose.jpg


Paz. Tranquilidade. Harmonia. Silêncio. Melodia de mim.


Uma voz, mil palavras não ditas e ainda assim sentidas.


A procura de um sentido para tudo o que parece não o ter.


O encontro da alma na imperfeição de um momento único e inesquecível.


Um desejo tido e não vivido, uma esperança ténue mas indelével.


Rosália, 24/10/2007


 


All I Need


(Within Temptation)


 


I’m dying to catch my breath
Oh why don’t I ever learn?
I’ve lost all my trust,
though I’ve surely tried to turn it around

Can you still see the heart of me?
All my agony fades away
when you hold me in your embrace

Don’t tear me down for all I need
Make my heart a better place
Give me something I can believe
Don’t tear me down
You’ve opened the door now, don’t let it close

I’m here on the edge again
I wish I could let it go
I know that I’m only one step away
from turning it around

Can you still see the heart of me?
All my agony fades away
when you hold me in your embrace

Don’t tear me down for all I need
Make my heart a better place
Give me something I can believe

Don’t tear it down, what’s left of me
Make my heart a better place

I tried many times but nothing was real
Make it fade away, don’t break me down
I want to believe that this is for real
Save me from my fear
Don’t tear me down

Don’t tear me down for all I need
Make my heart a better place
Don’t tear me down for all I need
Make my heart a better place

Give me something I can believe
Don’t tear it down, what’s left of me
Make my heart a better place
Make my heart a better place


 



publicado por scorpiowoman às 22:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 21 de Outubro de 2007
Copo meio vazio

bosque2.jpg


Pleno de sombras, frio e nevoeiro.


Ainda assim, avista-se ao longe a luz que me guia e me faz continar a persistir por entre pulsões e desilusões, desejos e realidade.


Há momentos assim em que um copo meio cheio fica meio vazio, mas a ténue diferença que o define, por vezes, traduz-se numa incerteza avassaladora.


Como um copo meio vazio...


Rosália, 21/10/2007



publicado por scorpiowoman às 23:38
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 16 de Outubro de 2007
200 posts depois...

_feb07astral-love.jpg


Resta-me o sentimento de ti em mim a cada novo dia, a cada novo despertar, na bruma da noite e no calor do sono.


Gosto tanto, mas tanto de ti...


Rosália, 16/10/2007


Truly Madly Deeply


(Savage Garden)


I'll be your dream, I'll be your wish I'll be your fantasy.

I'll be your hope, I'll be your love be everything that you need.

I love you more with every breath truly madly deeply do..

I will be strong I will be faithful 'cos I'm counting on A new beginning.

A reason for living. A deeper meaning.


I want to stand with you on a mountain.

I want to bathe with you in the sea.

I want to lay like this forever.

Until the sky falls down on me...

And when the stars are shining brightly in the velvet sky,

I'll make a wish send it to heaven then make you want to cry..

The tears of joy for all the pleasure and the certainty.

That we're surrounded by the comfort and protection of..

The highest power. In lonely hours. The tears devour you..

I want to stand with you on a mountain,

I want to bathe with you in the sea.

I want to lay like this forever,

Until the sky falls down on me...

Oh can't you see it baby?

You don't have to close your eyes 'cos it's standing right before you.

All that you need will surely come...

I'll be your dream I'll be your wish I'll be your fantasy.

I'll be your hope I'll be your love be everything that you need.

I'll love you more with every breath truly madly deeply do...

I want to stand with you on a mountain....





publicado por scorpiowoman às 00:18
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 11 de Outubro de 2007
Sem luar...

nightmare.jpg


... mas com muita ternura, imenso carinho e compreensão mútua, descobrimo-nos um pouco mais a cada dia que passa.


Como gosto da tua companhia, mesmo quando não estás!


Rosália, 11/10/2007



publicado por scorpiowoman às 22:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 5 de Outubro de 2007
Olhando-te...

Amore-e-Psiche3.jpg


Percorro o teu corpo e sinto-o em mim, em cada curva delineada, cada movimento que fazes enquanto dormes.


Na tua respiração, sinto o sopro de uma vida que inesperadamente se cruzou com a minha e faz agora parte dos meus dias.


Nas tuas mãos, encerra-se o toque que me rouba de mim, fazendo-me percorrer mil imaginários quando te refugias por entre as ondas adormecidas do meu cabelo.


Nos teus olhos fechados, um admirável mundo novo repleto de momentos que ainda não vivemos mas que ousamos descobrir a cada instante.


Abraço-te e é no silêncio da noite que nos envolve que te olho dentro de mim e se revela uma vez mais tudo quanto ouso sentir ainda que não dizer.


Rosália, 05/10/2007



publicado por scorpiowoman às 22:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

Há 43 anos

Oito anos depois

Incertezas

Até sempre, Minha Maria

Inesquecível

Hoje

Não mata, mas mói...

Aos meus Pais

Um novo Natal, o mesmo se...

Um ano depois...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds