Este é o meu refúgio, o meu abrigo. Aqui espelho o meu eu, sob a forma dos meus pensamentos feitos palavras...
Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007
Aconchego

tenderness.jpg


Às vezes gostava de voltar a ser assim pequenina e ver-me de novo nos teus braços.


Deslumbrar-me com a tua altura, para mim imensa, e escutar a tua voz doce e forte enquanto olhava fundo nos teus grandes olhos castanhos.


Sentar-me no aconchego do teu colo e saber que ali nada nem ninguém me magoariam pois tu não deixarias. Enquanto te foi possível, nunca deixaste.


Sinto tanto a tua falta, ainda que muitas vezes possa parecer que não.


Sabes, às vezes também eu volto a ser pequenina, mas tu já não estás aqui.


Rosália, 05/09/2007



publicado por scorpiowoman às 00:28
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De rainbowsky a 5 de Setembro de 2007 às 16:29
É de ficar sem palavras. Mas tenho a certeza que mesmo quando ficas pequenina ela está contigo. Está sempre, apenas não sentes o físico conforto desse abraço que te protegia. Não sei o quanto isso é doloroso, nem sei se consigo sequer imaginar, mas sei que nunca estás sozinha, que no teu coração está sempre lá. Que olha por ti todos os dias em que choras e ris, que estás triste e alegre. Há uma mão insivísil e um abraço. E mesmo se num momento sentires que ainda sim a solidão bate com força nas vidraças da alma... escalo as montanhas da dor, derrubo-as com a minha força insignificante, mas cheia de coragem... e dou-te os sonhos na palma da mão. Não a vês, mas ela vê-te. Não lhe tocas, mas ela toca-te todos os dias as pálpebras com um beijo antes de adormeceres. As pessoas não se perdem umas das outras, apenas se afastam por algum tempo até chegar o momento em que ambas se encontram nas "estrelas". Pode ser uma viagem muitas vezes dolorosa, pode ser uma viagem que parece que nunca vai terminar, mas que absolutamente acredito que um dia chega ao seu fim. Aí o abraço que sempre tiveste irá notar-se de novo. Gostava de poder fazer tudo para te ver feliz. Gostava de fazer tudo para ver os outros felizes. E porque não eu próprio. O sol brilha lá fora como tu própria disseste. A vida é uma benção que nos foi atribuída por mais vezes que pensemos que ela não tem sentido. Eu penso isso muitas vezes, mas a verdade é que ainda cá estou. Seria mau querer ir para as "estrelas" por opção, quando muitos desejavam continuar a ver o sol da terra e as "estrelas" os chamaram sem poderem fazer nada. Onde quer que estejas, onde quer que vás terás sempre o aconchego. Pode não ser da mesma maneira, mas existirá. E depois poderás sempre contar com o meu abraço! Estou aqui, e estarei aqui... SEMPRE! beijinhos com todas as cores do arco-íris. E desculpa escrever tanto. Já deves estar com os óculos embaciados só de me ler :) kiss kiss


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

Há 43 anos

Oito anos depois

Incertezas

Até sempre, Minha Maria

Inesquecível

Hoje

Não mata, mas mói...

Aos meus Pais

Um novo Natal, o mesmo se...

Um ano depois...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds