Este é o meu refúgio, o meu abrigo. Aqui espelho o meu eu, sob a forma dos meus pensamentos feitos palavras...
Sábado, 30 de Abril de 2005
Uma prenda diferente...

Ser mãe é, talvez para a grande maioria das mulheres, a concretização de um desejo profundo, o alcançar de um sonho há muito acalentado e acarinhado.


Ser mãe é, na sua essência mais pura, dar vida à vida e prolongar a nossa própria existência sob a forma de um novo ser, um novo alguém que trazemos a este mundo e que, embora independente, estará para sempre ligado a nós pelo mais forte laço: o amor.


Ser mãe é conhecer de cor as sensações e os gestos, os sentimentos, os afectos; é ouvir o silêncio e compreendê-lo no seu ruído; é escutar o choro e entender as lágrimas mesmo sem palavras; é sofrer e sorrir, caminhando sempre em frente e ultrapassando todos os obstáculos em nome de um amor maior, de uma outra vida que não a sua.


Ser mãe é tudo isto e muito mais, tanto que não haveria tempo ou espaço ou mesmo capacidade de transmitir tudo, escrever tudo, pensar ou dizer tudo o que se pensa, sente, diz, afirma ou acredita ser.


Ser filha é, talvez para outras pessoas como eu, a bênção que contemplou um desejo profundo, o concretizar de um sonho acalentado e acarinhado de meia dúzia de anos.


Ser filha é, nesta essência que em mim encontro, ter dado vida a uma outra vida e, ao longo de todos os anos ao seu lado e ainda hoje, tentar prolongar a sua existência em mim, seja por gestos ou palavras, ou simplesmente por recordá-la a cada dia que passa na minha alma e no meu coração; é sentir ainda hoje a ligação de profundo amor que existia (e creio ainda existir) entre nós.


Ser filha é conhecer de cor as expressões e os gestos, os sentimentos, os afectos; é hoje mais do que nunca ouvir o silêncio da tua ausência e compreender como é o ruído do mesmo que me dói e magoa; é relembrar as emoções, o rir e o chorar e entender as lágrimas de saudades que correm quando as saudades apertam mais do que nunca; é lembrar, é chorar e rir e sorrir, sorrir sempre e caminhando dia-a-dia, procurando sempre ultrapassar todos os obstáculos em nome de um amor eterno, de uma outra vida que passou e será sempre parte da sua.


Ser filha é tudo isto e muito mais, tanto que não haveria tempo ou espaço ou mesmo capacidade de transmitir tudo, escrever tudo, pensar ou dizer tudo o que penso, sinto, digo, afirmo ou acredito ser.


Ser mãe e filha ainda não sei o que é. Não sei se algum dia saberei... mas sei que as saudades que sinto nunca me deixarão esquecer-te.


Adoro-te Mãezinha... E que estas palavras sejam para ti, neste Dia da Mãe como em tantos outros em que te escrevi, a minha prenda.


Beijinhos.


 


Rosália.



publicado por scorpiowoman às 23:34
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De alfa69 a 2 de Maio de 2005 às 12:50
Saberás um dia o que é viver eternamente quando de filha te tornares mãe...



De Menina_marota a 2 de Maio de 2005 às 00:02
Adorei este texto, como se fosse para mim.

Como filha que fui e Mãe que sou, deixo-te o meu abraço repleto de afecto e um sorriso do tamanho do Mundo ;-)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

Há 43 anos

Oito anos depois

Incertezas

Até sempre, Minha Maria

Inesquecível

Hoje

Não mata, mas mói...

Aos meus Pais

Um novo Natal, o mesmo se...

Um ano depois...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds