Este é o meu refúgio, o meu abrigo. Aqui espelho o meu eu, sob a forma dos meus pensamentos feitos palavras...
Domingo, 13 de Fevereiro de 2005
És um sonho
És um sonho, uma miragem ainda. Uma realidade à espera de o ser…
Sinónimo de vida e de alegria, estás sempre presente no meu pensamento, em todos os momentos do meu quotidiano. Por vezes procuro ignorar-te, por temer tudo o que de mau possa acontecer, por não conseguir ainda acreditar que vai correr tudo bem…
Sei que devia ser mais optimista, encarar esta nova etapa com a maior calma e naturalidade, mas sinto também que não consigo. Quando te concebo no meu pensamento, as dúvidas e questões, os medos e as angústias sucedem-se em turbilhão, girando incansavelmente pela minha mente até me deixarem exausta. Questiono-me se tudo correrá bem desta vez. Serei capaz de tratar capazmente de mim para, assim, conseguir tratar de ti e trazer-te a este mundo? Serás tu uma nova esperança de fazer tudo bem desta vez ou apenas mais um momento de súbita alegria ao qual se seguirá a angústia de te perder? Não sei…
Acredito que, muitas vezes, são as dúvidas que nos matam e consomem e, agora, sei que é isso que está a começar a acontecer comigo. Racionalmente, tento parar estes pensamentos, ignorá-los, exterminá-los… mas o meu subconsciente parece ser ainda mais teimoso e obstinado do que eu.
Para nosso bem comum, o teu e o meu, sei que devia descontrair-me mais, evitar a ansiedade, mas pareço não conseguir encontrar o caminho ou a forma de o obter. Alturas há em que julgo estar cada vez mais perto de ensandecer…
Por isso, agora, escrevo… Escrevo para tentar libertar-me, para tentar ver-te em mim e dizer-te “tem força, resiste, vamos conseguir chegar ao fim os dois juntos”, para tentar acreditar que, desta vez, vou conseguir alcançar o maior sonho que alguma vez tive: tu.
Como eu, há mais alguém que anseia pela tua chegada pelo saber da existência de ti, pois sei que irá amar-te ainda que sejas microscópico. Conforme o tempo passa, ele vai esmorecendo, mas não deixa de falar de ti, de como serás, o que serás, do que irá fazer contigo… E juntos interrogamo-nos sobre a tua já existência enquanto realidade concreta ou apenas sonho e desejo de ambos.
Sei que, independentemente de desejarmos que sejas rapaz ou rapariga, ambos queremos que surjas na nossa vida e a tornes ainda mais rica, que venhas trazer mais luz e cor, mais movimento à nossa casa e a enchas com o teu choro, o teu riso, o teu palrar, as tuas primeiras palavras… Ambos desejamos, enfim, que te juntes a nós, naquele que será o (re) nascimento da nossa família…
És um sonho… esperamos agora, hoje e sempre, que te concretizes, amando-te a cada instante.

Rosália


publicado por scorpiowoman às 22:10
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Catarina a 21 de Fevereiro de 2005 às 21:16
Por momentos deixaste-me na dúvida se era esta a forma de me dares a boa nova; mas como ainda não estou devidamente esclarecida, vou telefonar-te já. De qualquer forma, parabéns pelo "rasgo" de criatividade; aguardo por outros mais.

Quanto ao Pedro, apenas desejo que encontre a luz no fundo do túnel, com calma, paz, serenidade e miiiiiita autoconfiança.

Beijos Catarina


De aflores a 15 de Fevereiro de 2005 às 09:10
Não sei de nada, não vi nada, não li nada nem quero saber de nada...ou melhor, quero (queremos todos) que relaxes, não sejas tão...como hei-de dizer...isso mesmo;) Vais ver que tudo vai acontecer normalmente e até lá vai escrevendo, escrevendo, escrevendo, para além de outras coisas muito interessantes para fazer nesta vida:):)


De Roslia a 13 de Fevereiro de 2005 às 23:05
Aviso à navegação: Conforme já esclareci a Azoriana, a existência de um novo ser ainda não se confirma. Contudo, por todas as circunstâncias passadas e presentes, senti a necessidade de escrever uma carta ao meu bebé, independentemente da altura em que ele vier, de facto a existir. Aqui tento expressar o porquê de ele ser tão importante para mim, embora seja ainda um sonho.

Beijos.


De Blueyes40 a 13 de Fevereiro de 2005 às 22:56
A mais bela notícia nasce hoje aqui. Não sei exprimir em palavras a alegria que sinto. Só te peço que descontraias e continues a colocar na escrita tudo o que precisares para te sentires bem. Um beijo enorme para os dois graúdos e para o novo ser que já se alegra. :)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

Há 43 anos

Oito anos depois

Incertezas

Até sempre, Minha Maria

Inesquecível

Hoje

Não mata, mas mói...

Aos meus Pais

Um novo Natal, o mesmo se...

Um ano depois...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds