Este é o meu refúgio, o meu abrigo. Aqui espelho o meu eu, sob a forma dos meus pensamentos feitos palavras...

Quinta-feira, 11 de Novembro de 2010
Computadores, memória (ou falta dela) e afins...

 

Memória? Hello? Ondandas?

 

Eu sei que o blog tem andado outra vez ao abandono, eu sei. Não precisam de mo dizer ou sequer apontar!

Ainda assim, esclareça-se, em abono da verdade, que, desta vez, a culpa não é mesmo minha nem do meu natural “desnaturanço”. De facto, as máquinas cá de casa, que é como quem diz os computadores (o portátil e o desktop, vulgo computador de secretária) decidiram seguir o exemplo do meu telemóvel (que havia avariado no início do mês de Outubro... o visor teve um colapso e apagou-se de vez!) e, se ao primeiro lhe falta o carregador (um dos meus gatos decidiu armar-se em electricista com o fio de alimentação que liga o dito ao transformador... este ainda se aguentou até aqui a je não o ver, enfiar o pé e vai de dar um tropeção que levou tudo atrás e estragou o que já não estava grande coisa), ao ligar o segundo ouviu-se um “pum!”, seguido de um apagão no escritório e um intenso cheiro a queimado. Resultado? A fonte (500 watts) decidiu manifestar o seu desagrado face a uma longa ignorância (alguns meses sem que os seus serviços fossem requisitados) e, pronto, agora é que não trabalha mais! Pronto, eu sei que há coisas mais importantes e antes estes pequenos nadas (que até nos fazem alguma falta) do que uma doença ou até um braço ou uma perna partidos, mas... caramba! Tinha de ser tudo ao mesmo tempo?*

Se a tudo isto juntarmos algo de tremendamente perturbador que tem vindo a suceder de há umas semanas a esta parte, temos aqui um cocktail que nem vos digo nada. Senão, vejamos...

Sou uma pessoa naturalmente distraída. Assumo-o. É um facto. Ainda assim, distraída q.b. Quando era mesmo pequenita (em idade, entenda-se... já que em altura e largura, os factos tendem a ser contraditórios), a minha mãe costumava dizer que era preciso ter um cuidado imenso com tudo quanto se dissesse ao pé de mim, uma vez que, mesmo aparentando a maior das distracções, captava tudo e, do nada, fazia as perguntas mais... inesperadas, vá. Depois, também havia aquelas ocasiões em que me davam um recado, eu ouvia, respondia afirmativamente e... no instante seguinte já não me recordava de nada. A frase “só não perdes a cabeça porque a tens agarrada aos ombros” fazia muito sentido aqui por casa. Fazia, sim senhora.

Agora, se atendermos aos acontecimentos dos últimos dias, confesso que me assusto um pouco. Vejam lá se não tenho razão...

Na véspera dos meu 34.º aniversário (data magnificamente celebrada algures na passada semana), estando eu de férias, achei por bem ir tratar da renovação do meu velhinho Bilhete de Identidade, o qual caduca perto do Natal. Para não acontecer como da última vez (que só dei que o tinha caducado uns quantos meses mais tarde...), lá me dirigi à Conservatória do Registo Civil aqui do sítio para tratar de tudo a tempo e horas, sem pressas nem confusões. Lá fui e, com 18 pessoas à minha frente, entre presentes e ausentes, esperei uma hora e meia (sim, 60 minutos e mais outros 30 depois destes, contadinhos pelo relógio) e, enquanto o fazia, fui conferindo se tinha todos os documentos necessários comigo, pois desta vez já não vou ter um BI mas sim um Cartão do Cidadão, todo giro, modernaço e... carote.

Olhei diversas vezes para os dados que constam da parte de trás do BI para ter a certeza de que estava tudo bem e não era preciso fazer qualquer alteração. Assim, ao chegar a minha vez, lá me dirigi com um sorriso à senhora que me iria atender. Sentei-me e...

 

-        Bom-dia. Vem então fazer o pedido para o Cartão do Cidadão?

-        Bem, sim e não. Venho renovar o BI. Sabe, como caduca já em Dezembro, quero tratar de tudo a tempo e horas...

(Silêncio... Tic. Tac. Tic. Tac. Conferência de dados do BI e um olhar perplexo para o documento e outro dirigido à minha pessoa.)

-        Ah, pois... mas olhe, só caduca em Dezembro de 2011. Quer avançar ou espera?

-        !!!!!!!!! (2011? 2011? Eu tinha a certeza que estava lá 2010! Como 2011?) Ah... Bem... então... Olhe, deixe estar. Como não sei se haverá alterações, para o ano trato do assunto. Desculpe o tempo que lhe tomei, sim?

 

Giro foi explicar a quem me acompanhou por que razão estivemos aquele tempo todo à espera e saímos de lá num ápice e sem tratar do assunto que ali nos levara! Ui...

 

Regressei ontem ao trabalho e, hoje, como sempre, trouxe um dos trabalhinhos com os quais me costumo entreter durante a hora de almoço (que vos vou mostrando aqui). Pois sim. Trouxe o trabalhinho, com a renda por acabar... e deixei a agulha para a dita em casa! Perfeito!

 

Melhor ainda, ao acordar, reparei que o telemóvel estava a ficar sem bateria. Para evitar as correrias de última hora, tirei logo o respectivo carregador da gaveta e coloquei-o no saco do farnel, para não ficar “descalça” quando a bateria acabasse de vez. Hum, hum... muito bem, sim senhora. Ter trazido o carregador certo é que tinha calhado bem! Mas não... veio o outro que é tão, mas tão parecido que não dá mesmo para os baralhar!

 

Já me viram isto? Será da idade? Que é feito da minha atenção e da minha memória? Hello? Onde andam?

 

Deixo aqui um apelo: Se alguém as encontrar por aí a “laurear”, faça-me o grande favor de as devolver à procedência. Mal ou bem, ainda me vão fazendo falta!

 

Rosália, 09/11/2010 (sim, 2010... ainda não estamos em 2011. Bah!)

 

* Valha-me o portátil da minha cara-metade, o qual tem sido super-hiper-mega-usurpado quando o dono não pára em casa! Eheheheh!

 


sinto-me:

publicado por scorpiowoman às 00:05
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

Computadores, memória (ou...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds