Este é o meu refúgio, o meu abrigo. Aqui espelho o meu eu, sob a forma dos meus pensamentos feitos palavras...
Terça-feira, 17 de Maio de 2005
Flor de Maio
Nasceste há 57 anos, vendo a luz do dia nesta data que hoje marca o calendário. Decerto foste querida e desejada, seguramente muito amada. Ao teu nascimento ficou associado um milagre, razão do teu nome, pois um parto em casa, de quase dois dias, sem que o bebé tivesse dado a volta raramente era bem sucedido. Chamaram-te então Maria de Fátima, numa celebração daquela que seria a primeira de muitas vitórias.
Cresceste e viveste apenas para realizar dois grandes objectivos (mais tarde as tuas grandes conquistas): dar aulas e ser mãe. Conseguiste atingir ambos. Venceste.
Posso aqui dizer que foste mais do que bem sucedida em qualquer um dos campos. Não conheci melhor professora. Não poderia ter tido melhor mãe.
Amo-te muito e talvez por isso, hoje, as palavras custem tanto a sair, por esta ser uma data que tanto me dói pela ausência e pelas saudades que sinto de ti, minha flor de Maio, minha eterna e doce mãe.
Esta vida correu depressa de mais para ti, levou-te demasiado cedo ou, quem sabe, no tempo certo, poupando-te a um sofrimento maior. Sinceramente, não sei. Acho que não vou querer saber.
Hoje quero apenas celebrar-te e, com um beijo levado pelo vento, dizer-te que estás sempre presente em mim, minha terna e doce flor de Maio.
Beijos da filha que te adora...

Rosália


publicado por scorpiowoman às 10:23
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

Há 43 anos

Oito anos depois

Incertezas

Até sempre, Minha Maria

Inesquecível

Hoje

Não mata, mas mói...

Aos meus Pais

Um novo Natal, o mesmo se...

Um ano depois...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds